Acesso em residências chegou a 38 milhões de pessoas em novembro

tabela_word_01

Cerca de 24,4 milhões de pessoas navegaram na internet. Além de redes sociais, brasileiro começa a navegar mais em sites de notícias, automóveis, e-commerce, buscadores, e-mail e casa e moda 

O número de pessoas que moram em residências em que há computador com acesso à internet subiu para 38,2 milhões, crescimento de 5% sobre o trimestre anterior e de 19% sobre o mesmo período do ano passado, segundo o IBOPE//NetRatings. Em dois anos, o crescimento foi de 73%. Dessas pessoas com acesso, 24,4 milhões navegaram em novembro, aumento de 3% sobre o mês de outubro e de 13% sobre novembro de 2007.

Fonte: Ibope

Brasileiros preferem revistas e livros a jornais, diz pesquisa

Realizada pelo Ibope a pedido do Instituto Pró-Livro, a pesquisa “Retrato da Leitura no Brasil” – divulgada em 2008 – procurou identificar quem são os consumidores de livros e os hábitos de leitura no país. O estudo concluiu, por exemplo, que as mulheres lêem mais que os homens, e que a leitura de jornais perde para a de revistas e livros.

Como amostra, foram feitas 5.012 entrevistas domiciliares. A pesquisa considerou como “leitor” aquele que declarou ter lido pelo menos um livros nos últimos três meses e “não leitor” quem declarou não ter feito isso, ainda que tenha lido em outros períodos do ano.

A maior parte dos leitores está nas Regiões Sul (75%) e Sudeste (71%). A região com menos leitores é do Norte (55%). Constatou-se que para 26% dos brasileiros a leitura significa “conhecimento”. 8% acham que ler ajuda no “crescimento profissional” e 4% a consideram um “prazer” – resposta mais citadas por crianças de até 10 anos.

Os jornais estão em 3º lugar na preferência dos leitores (48%). As revistas vêm à frente, com 52% da preferência, seguidas dos livros, com 50%. Textos na internet estão em 7º lugar, com 20%. O tempo dedicado por semana à leitura do jornal é, em média, de 1h21. De revista, esse tempo chega a 1h16; com internet, são gastas 2h24.

No tempo livre, ler aparece como hobby para 35% dos entrevistados, em 5º lugar. Estão à frente: assistir à televisão (77%), ouvir música (53%), descansar (50%) e ouvir rádio (39%). A preferência cresce com a renda e a escolaridade: 79% dos que têm formação superior vêem a leitura como passatempo. O mesmo acontece com quem tem renda acima de 10 salários mínimos: 78% dos entrevistados têm esse hábito.

55% dos leitores que afirmam ler freqüentemente (55% da população analisada) são mulheres. Além disso, quem mais influenciou na leitura foram as mães (49%), seguidas das professoras (33%).

As mulheres lêem mais que os homens, quase todos os gêneros – exceto  História, Política e Ciências Sociais. O preferido delas é a Bíblia, com 49%.

Apesar de 51% dos leitores não saberem dizer qual é seu escritor favorito, entre os que opinaram ganhou Monteiro Lobato, seguido por Paulo Coelho, Jorge Amado e Machado de Assis. A média é de 25 livros por residência e 19% deles estão nas mãos de 1% da população. Os maiores compradores de livros no Brasil são da classe C (47%), seguidos da classe B (24%). Além disso, o número de livros comprado por cada habitante é de 1,2 por ano e, o de lidos, 4,7.

Fonte: portal da revista IMPRENSA

Novas ferramentas pesquisam “dentro” de vídeos

Assistir a vídeos na web está rapidamente se tornando um passatempo americano. Mais e mais pessoas ligam seus computadores para ver trechos de séries que perderam na televisão ou para assistir aos cada vez mais numerosos programas e filmes disponíveis agora integralmente na Internet.

Para ajudar a peneirar as escolhas, companhias como VideoSurf e Digitalsmiths desenvolveram ferramentas de busca. Elas permitem que o internauta encontre sua cena favorita de Entourage, por exemplo, ou um videoclipe específico de Barack Obama a que sempre quis assistir. Ele pode até mesmo localizar o segmento exato que quer visualizar sem precisar clicar em “play” e assistir ao vídeo inteiro.

Essas ferramentas de busca que localizam e relacionam níveis cada vez mais refinados de detalhes em vídeos podem se mostrar interessantes não apenas aos consumidores desejosos de uma boa risada com The Daily Show With Jon Stewart, mas também às empresas que compilam guias de vídeos para a web. E a tecnologia pode ainda se tornar muito útil para procurar entre os vídeos de família os raros momentos em que o tio-avô George aparece.

O VideoSurf, de San Mateo, Califórnia, possui um mecanismo de busca de vídeos gratuito nas versões beta ou teste em http://www.videosurf.com. O mecanismo usa reconhecimento facial computadorizado e outras ferramentas para analisar vídeos frame por frame – e identificar pessoas, objetos e cenas.

Por exemplo, pessoas que digitam “Jon Stewart” na barra de pesquisa não conseguem apenas uma lista de vídeos que incluem Stewart, mas também, embaixo de cada item, uma prévia desses vídeos: um painel de imagens em miniatura de cenas representativas que o computador compila automaticamente.

Clique em qualquer dessas imagens, como o rosto de um convidado do programa de Stewart, ou o rosto de John Oliver, um dos correspondentes do apresentador, e você será direcionado para aquela parte do vídeo. Os usuários também podem selecionar fragmentos de um vídeo e enviá-los por e-mail aos amigos.

Os algoritmos de reconhecimento facial do VideoSurf são usados não apenas para esses sumários de vídeos, mas também para distinguir os principais rostos e vídeos relacionados aos termos inseridos na barra de pesquisa.

Digite “socorro financeiro”, por exemplo, e vários personagens desse drama americano aparecerão em retratos miniaturas no topo da tela, acima dos resultados de busca geral. Clique em Henry Paulson”, e os resultados serão reorganizados com vídeos que o incluem.

Fonte: The New York Times – Tradução: Amy Traduções

Comunicação, educação e pesquisa para a informação fidedigna

Há mais de vinte anos, a Organização Feminina WIZO de São Paulo, entidade beneficente constituída há 85 anos, vem promovendo um concurso voltado a alunos da rede estadual de ensino do Estado de São Paulo com a finalidade de impulsionar a pesquisa, a informação correta e fidedigna, e a arte, envolvendo o nosso país e Israel. Infelizmente, informações desencontradas sobre este país do Oriente Médio induzem à incorreta formação de opinião. Através desta ação, alunos, professores e familiares envolvem-me de forma prazerosa, cultural e saudável em prol da fidedigna informação. Na semana passada, mais precisamente em 11 de novembro, ocorreu a cerimônia de premiação no auditório da Secretaria do Estado da Educação de São Paulo. Tive a honra e o prazer de ser o mestre de cerimônias pelo sétimo ano consecutivo. Na foto, estou com Valdemir Varandas, diretor de marketing da empresa Dynacom, antes do sorteio final ao público presente. Leia, abaixo, a síntese da ação.

_mg_4760-menor

CONCURSO WIZO DE PINTURA E DESENHO teve como tema, nesta edição, “FLORES E FRUTAS”

 

Dirigido aos alunos da Rede Estadual de Educação do Estado de São Paulo, o Concurso tem como foco valorizar a pesquisa, o conhecimento e o intercâmbio cultural

 

Com o apoio da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, a Organização Feminina WIZO de São Paulo realizou mais uma edição do Concurso, ação direcionada aos alunos dos cursos fundamental e médio da rede estadual de ensino com o objetivo de desenvolver sua criatividade, propiciando a  realização de trabalhos artísticos, além de promover o intercâmbio entre Brasil e Israel.

 

O tema “BRASIL / ISRAEL – Flores e Frutas” teve como foco principal motivar o aluno a refletir e a pesquisar sobre o contraste entre a variedade e beleza exuberantes da flora brasileira e o surpreendente fato de que um país pequeno, como Israel, com mais de 40% de seu território em zona árida e semi-árida, vem obtendo excelentes resultados no cultivo de flores e frutas nativas e não-nativas, triunfo do engenho humano. O aluno teve de desenvolver sua obra destacando os paralelos entre os dois países e sua relação com o mundo. Os participantes foram convidados a desenvolver trabalhos plásticos – pintura em tela ou cartolina, desenho ou mosaico medindo 50cmx70cm – e, orientados por seus professores, expressar sua visão e percepção do tema proposto.

 

 As obras selecionadas através do julgamento foram premiadas em cerimônia no auditório da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, no dia 11 de novembro, em cerimônia bastante tocante e animada. 

 

O Concurso conta com patrocínio do Bradesco, tem curadoria e coordenação de Sema Petragnani, com apoio de Rosa Motta e ativistas, e tem como uma das idealizadoras e constante trabalhadora até os dias de hoje, a presidente de honra da WIZO São Paulo, Sulamita Tabcof.

 

Os prêmios foram: viagem aérea para Brasília com estada de três dias e city tour para o aluno e professor em 1º lugar, MP3 Players Dynacom, videogames Dynavision Radical, kits de pintura e livros de acordo com a classificação, e, ainda, sorteio de um Home Theater Dynacom durante a solenidade de premiação.

Leitura de blogs influencia compra de produtos, revela pesquisa

Fonte: portal Imprensa

http://portalimprensa.uol.com.br/portal/ultimas_noticias/2008/11/11/imprensa24076.shtml

Publicado em: 11/11/2008 16:46
 
Leitura de blogs influencia compra de produtos, revela pesquisa

Redação Portal IMPRENSA

Uma pesquisa realizada pela Júpiter Research, nos Estados Unidos, revelou que metade dos leitores de blogs no país acredita que estas páginas virtuais são úteis para se obter informações a respeito de produtos.

De acordo com o site Blue Bus, o estudo apontou, ainda, que a partir do que lêem nos blogs, os usuários seguem para outras ações relacionadas à compra. Conforme a pesquisa, 17% lêem resenhas na web, 16% buscam mais informações e 16% visitam o site do fabricante do produto ou da loja que está vendendo.

De acordo com o eMarketer, o número de consumidores influenciados por blogs deve aumentar em razão do próprio crescimento da leitura desse tipo de página da internet. A estimativa é de que 67% dos internautas norte-americanos lerão blogs em 2012, um aumento de 17% em relação ao ano de 2007.