Programa de TV discute televisão brasileira com participação deste blogueiro…

DSC03040 menor

Texto: produção do programa “Ver TV”:

Primeiro os telespectadores assistiram ao avanço da TV Record no terreno da Globo, a líder da audiência entre as emissoras brasileiras. A disputa foi direta, com programas semelhantes no mesmo horário e contratação de vários profissionais da emissora carioca. Agora a disputa é pela vice-liderança. SBT perdeu audiência em vários programas para a Record e reagiu tirando da emissora alguns profissionais. Foi uma resposta à contratação do animador de auditório Gugu Liberato, que comandou programas do SBT desde 1988. Os apresentadores e jornalistas foram atraídos por contratos milionários. É uma nova face da já antiga disputa pela audiência, característica da televisão comercial. O que o público ganha com isso e quais são as consequências dessas mudanças para o mercado televisivo brasileiro? Participam deste programa: Alberto Danon, diretor da empresa ADCom Comunicação Empresarial; Bia Abramo, professora de comunicação e colunista da folha de TV da Folha de São Paulo; e Rosualdo Rodrigues, editor de TV do Jornal Correio Braziliense.

Há possibilidade de se assistir ao programa de duas formas: ou através dos links imediatamente abaixo ou via YouTube, cujos endereços estão na sequência (abaixo)…

BLOCO 1: http://www.camara.gov.br/internet/TVcamara/default.asp?selecao=MAT&velocidade=100k&Materia=90285

BLOCO 2: http://www.camara.gov.br/internet/TVcamara/default.asp?selecao=MAT&velocidade=100k&Materia=90286

BLOCO 3: http://www.camara.gov.br/internet/TVcamara/default.asp?selecao=MAT&velocidade=100k&Materia=90287

http://www.youtube.com/watch?v=Yo7rl_xvdGA

http://www.youtube.com/watch?v=N5ZVfgWiJCA

http://www.youtube.com/watch?v=QhG96vRcwPY

http://www.youtube.com/watch?v=Z7q9Wi9kDbE

http://www.youtube.com/watch?v=sNKxVGHFPqg

http://www.youtube.com/watch?v=K20LWa6OvpM

Anúncios

Após um ano, TV de Lula continua sem público e sem sinal

Fonte: Adnews www.adnews.com.br

24/11/08

Perto de completar um ano, a TV Brasil ainda não se tornou a rede pública imaginada pelo presidente Lula

Mesmo com um orçamento de R$ 350 milhões, a emissora ainda não é transmitida para todo o país e depende da programação deixada pela TVE. Além disso, na cidade de São Paulo o sinal chegará apenas no dia 1º para quem tem o receptor de sinal digital.

De acordo com a presidente da TV Brasil, Tereza Cruvinel, em 2009 mudanças vão acontecer, como a inauguração de 39 novas retransmissoras e passarão a ser transmitidas 4 horas de sua programação em TVs públicas do país.

Os atrasos na inauguração do sinal acontecerão porque a rede teve problemas com a importação de transmissores e com as intereferências causadas pelo seu sinal. “Não investimos mais porque não tínhamos equipamentos. Estamos licitando mais de R$ 100 milhões em equipamentos”, disse Cruvinel à Folha de S.Paulo.

Outro problema enfrentado pela TV Brasil, foram os processos licitatórios para compra de conteúdo independente. “Estamos há mais de seis meses tentando comprar um programa independente, a “Revista África'”, lamenta Cruvinel.

Enquanto aguarda a aquisição de novos conteúdos,a emissora tem registrado apenas traçosde audiência. No Rio de Janeiro, sua média diária tem sido de 0,4 ponto. No ranking dos dez programa da rede mais assistidos, o líder é o “Programa de Cinema” com 1,52 ponto.

As informações são do colunista Daniel Castro, da coluna Outro Canal.

Redação Adnews